O tamanho do mercado global de cosméticos vegan tem previsão de chegar a US $ 20,8 bilhões até 2025, de acordo com o novo relatório da Grand View Research, Inc., progredindo de um CAGR (taxa de crecimento anual composta) de 6,3% durante o período de previsão. A demanda crescente por cosméticos vegan entre os millennials é um dos principais impulsionadores de crescimento do mercado.

Produtos veganos são fabricados rigorosamente sem produtos de origem animal e não são testados em animais. O foco em  projetos  de P & D está abrindo caminho para novos produtos e uso de produtos químicos inofensivos naturais, o que está ajudando os agentes do mercado a consolidarem suas posições na arena.

Tendências cosméticas que mudam rapidamente estão afetando o mercado global, já que a maioria dos consumidores acha que a crueldade contra os animais é antiética e estão disseminando a conscientização contra o problema.

Os consumidores em todo o mundo estão se tornando cada vez mais conscientes sobre os efeitos de suas preferências e padrões de compra na sociedade e no meio ambiente. Os consumidores agora estão mais conscientes sobre a escolha de produtos e, de acordo com o relatório, tomam nota das matérias-primas e da origem da fonte.

O tamanho do mercado global de cosméticos vegan foi estimado em US $ 12,9 bilhões em 2017. A crescente demanda por produtos de cuidados pessoais, juntamente com a crescente conscientização sobre a beleza livre de crueldade, deve ser uma das principais tendências para o crescimento do mercado.

Abraçar substitutos naturais, como os produtos de cuidados pessoais baseados em plantas, está trabalhando a favor do mercado. O uso de produtos de origem animal, como pelos, peles e outros, é proibido em poucos países de regiões desenvolvidas, como a Europa. Essas proibições deverão impulsionar o crescimento do mercado vegano.

Espera-se que a crescente popularidade de cosméticos mais seguros e derivados naturais aumentem o mercado. Preocupações crescentes com relação a saúde e segurança, conscientização dos consumidores sobre o uso de produtos testados em animais e a crescente importância dada a produtos ambientalmente viáveis devem estimular a demanda por cosméticos veganos.

Ao analisar o comportamento e as preferências do consumidor, as empresas inovam e lançam novos produtos para atender às demandas dos clientes. Além disso, o conforto dos consumidores também é abordado ao projetar um produto e seu layout de embalagem.

As principais marcas atuantes usam embalagens compostáveis e tintas agro-industriais para suas embalagens. Os fabricantes de cosméticos acrescentam uma parcela de maior  valor ao produto final pelos seus esforços e inovações para fabricar um produto.

Os espaços de varejo de comércio eletrônico ganharam impulso nos últimos anos graças à facilidade de seleção de produtos, em se fazer os pedidos e à entrega rápida e segura.

Faceit2

Marca carioca Face It – marca de batons orgânicos e veganos, desenvolvidos pelo laboratório italiano Lablphyto

Outras conclusões importantes do relatório sugerem que:

• As escolhas em cosméticos disponíveis para veganos expandiram-se rapidamente nos últimos anos com o lançamento de novas marcas e as marcas existentes optando por lançar novas linhas de produtos veganos ou até mesmo por ser completamente veganas.
• O mercado de cosméticos veganos é altamente competitivo devido à presença de várias empresas internacionais com portfólios de produtos diversos

KateVondee

A americana Kat Von Dee Beauty – marca de maquiagem, acessórios e fragrâncias vegana da ex-tatuadora, para iniciantes e profissionais

• No Brasil já há várias empresas produzindo produtos cosméticos orgânicos e veganos. Entre as principais estão a Surya Brasil, Face It, Simple Organic e a quintal cosméticos . No mercado global destacam-se as marcas australianas Pangea Organics, My Organic Skincare, Happy Skincare; a polonesa Trillium Organics, a indiana Indian Meadow Herbals, a marca da Nova Zelândia Trilogy, as americanas Organoderm, Kat Von D Beauty, Earth Tu Face e as britânicas Beauty without Cruelty, de 1963 e MuLondon, entre outras.

Propostas orgânicas pelo mundo: 

Surya Brasil é a primeira marca orgânica e vegana  do Brasil a exportar com sucesso colorações de henna e produtos de tratamento para os cabelos e pele. Tem uma concept store e um spa vegano em São Paulo.

quintal cosméticos (casa Feito Brasil) – marca de dermocosméticos brasileira que combina medicina da antiguidade e a vanguarda tecnológica em produtos para a pele, com enfoque na Argila..

Pangea Organics – Busca utilizar os melhores ingredientes, aliados a métodos cientificamente comprovados para extrair e preservar as propriedades mais essenciais de cada ingrediente.

My Organic Skincare – A Concept Store apresenta toda a gama de produtos orgânicos MV Skincare, marca de celebridades, como Emma Thompson.

Happy Skincare – bem humorada – testada apenas em hamsters humanos, é 100% natural, simples, elegante e eficaz. Cheira divinamente e garante que deixa a pele feliz.

Trillium Organics – opções de cuidados pessoais seguras e não tóxicas, para toda a família, inclusive bebês.

Indian Meadow Herbals – alta qualidade, livre de produtos químicos, e sem glúten ervas orgânicas saudáveis, pomadas medicinais e óleos de massagem. Todos os produtos contêm 55% ou mais de ingredientes orgânicos certificados. Dois produtos da marca abordam especificamente os sintomas da menopausa e da TPM, com suporte hormonal à base de raiz de inhame selvagem.

Trilogy – produtos orgânicos à base de óleo de rosa mosqueta e mais de 40 alternativas naturais eficazes para cuidados com a pele do rosto, corpo e cabelos, à venda em mais de 20 países.

simpleorganic
Brasileira: Simple Organics –  orgânica, vegana, naturais e genderless – Ecocert e PETA (PETA-Approved Vegan e Cruelty-Free), com diversos pontos de venda físicos pelo país e lojas em 2018

 

• Os produtos de cuidados com a pele dominaram o mercado em termos de receita, com uma participação de mais de 36,0% em 2017, devido às preferências do consumidor em diversas regiões do globo.

MuLondon

A britânica MuLondon – produtos para a pele inspirados no herbalismo tradicional:  certificada como orgânica pela The Soil Association , livre de crueldade por The Leaping Bunny e registrada como vegan pela The Vegan Society e certificada B Corporation

• Estima-se que o comércio eletrônico registre um CAGR de 7,4% ao longo do período de previsão devido à facilidade de seleção de produtos e disponibilidade de ampla gama de produtos e ofertas promocionais

Organoderm

Americana – Organoderm – produtos orgânicos e veganos  para cuidados com a pele  pós cirurgia: maior concentração de ativos para aumentar a efetividade dos produtos

• O mercado de cosméticos vegano nos Estados Unidos deverá ultrapassar USD 3,16 bilhões até 2025, devido à presença de vários fabricantes e fornecedores de cosméticos veganos.

* Com informações da Grand View Research