Genderless, do inglês, aquele que não tem gênero, reflete um movimento global em que a diversidade, sob todos os aspectos, tomou conta do mundo. A nova ordem social foi impondo novos comportamentos, trazendo maior tolerância, rompendo barreiras morais e de gêneros, com a aceitação do diverso. Esse movimento se reflete na moda das ruas indo para as passarelas, em perfumes, maquiagens, acessórios, signos de uma nova era de diversificação e tolerância.

Na perfumaria o grande impacto foi causado com lançamento em 1994, do perfume CK One, de Calvin Kline, sucesso de vendas ainda hoje, e os perfumes sem distinção de gênero são uma das tendências do ano. É sobre eles que vamos falar. Embora o conceito seja o mesmo, houve uma grande distância no tempo e nos costumes que levaram o perfume unissex ao genderless. Vejamos então:

“Da década de 90 para cá, os perfumes genderless, ou também chamados de ‘shared’ (compartilhados), ganharam muita relevância no Brasil e no mundo. Seja por questões comportamentais (mudanças de hábitos e atitudes), ou de aceitação de uma nova realidade, o fato é que a categoria de perfumes de “nicho” também cresceu muito – ganhando ainda mais relevância em nosso país,” diz Luciana Knobel, Head de Criação de Fragrâncias Finas da Symrise, fornecedora global de fragrâncias, aromas e ativos cosméticos, bem como ingredientes funcionais.

Luciana diz: “A tendência de ingredientes ajuda a alavancar o leque de opções dentro do universo genderless, já que as fragrâncias têm suas principais matérias-primas como centro da criação. Dessa forma, a Symrise vem acompanhando a tendência ao longo desses anos e traz em seu portfólio criações como: L’Artisan Parfumeur, Comme des Garçons, Diptyque, Frederic Malle, Le Labo, The Diferent Company, entre outras,” cita.

Para Silvia Costa, perfumista da casa de fragrâncias L´Essence, as fragrâncias genderless caracterizam-se por agradar a um determinado perfil olfativo, independentemente de gênero. “Unissex, compartilhado, sem gênero, o significado é o mesmo. São combinações frescas, que transmitem uma sensação de limpeza e não chamam atenção e, portanto, indicadas para todos. O que vale é a ousadia e a atitude. Nem sempre um perfume com flores é feminino ou um amadeirado é masculino. A característica desta fragrância é que ela pode ser usada por homens e mulheres. Não é “agressiva”, ou seja, é fácil de usar, agradável, não incomoda o outro,” diz.

Silvia acaba de criar a fragrância PROUD, especifica para o conceito genderless, um oriental floral aromatic, com notas de topo de lavanda, limão siciliano, melão suculento. Notas de coração, Jasmim Sambac, Rosa, baunilha, violeta e notas de fundo, musgo, sândalo, musk, âmbar.

O gosto pelo frescor está na identidade olfativa brasileira

No Brasil, de clima quente e úmido, as fragrâncias mais frescas sempre foram as preferidas tanto por homens quanto por mulheres. “Diferente dos outros países, o mercado brasileiro tem uma proporção maior de perfumes masculinos, pois temos muitas mulheres usando perfumes masculinos, pelo frescor e intensidade,” diz Lucia Lisboa, diretora de Desenvolvimento e Marketing Givaudan.

É sabido que as mulheres brasileiras usaram perfumes masculinos por muitos anos. Hoje com o crescimento e diversidade do mercado de perfumaria brasileiro, já não é necessária a compra de perfumes masculinos para se ter um perfume mais fresco, menos invasivo.

Rastro, primeiro perfume de luxo brasileiro, criado em 1965, é até hoje utilizado por todos. Atualizado, ainda é um sucesso de vendas e considerado perfume compartilhável pelo site Fragrantica, especializado em perfumaria. Traz uma combinação de notas florais, especialmente lavanda, com madeiras e musk ao fundo.

“O perfume tem que atender ao seu perfil, ao que você gosta”, diz Silvia Costa. “Temos um perfume genderless quando existe um equilíbrio olfativo de um perfume cítrico (neutro), com notas amadeiradas (masculino: sândalo, cedro) e com notas florais (femininas: jasmim, rosa). Basicamente traz uma mistura de notas femininas, de notas masculinas e uma nota refrescante, que caracteriza o gênero genderless”, diz.

Jojo

Fragrâncias sem gênero 

A marca Jo Malone London segue essa premissa e deixa que seus clientes escolham seus perfumes de acordo com seus gostos pessoais, sem caracterizá-los como feminino ou masculino. Myrrh & Tonka Cologne, por exemplo mistura a Mirra à notas amendoadas e abaunilhadas de exuberantes favas de tonka, originando um aroma nobre e inebriante. (R$860,00). Outro exemplo é Lime Basil & Mandarin Cologne, com Manjericão apimentado e tomilho branco aromático, que trazem uma reviravolta inesperada ao perfume de limões em uma brisa caribenha. Fresco e inesperado. (R$660,00)

A nova fragrância da Acqua Di Parma, Blu Mediterraneo: Chinotto di Liguria traz notas sedutoras notas doces e amargas. Os tons de início da fragrância são como uma brisa: uma carga de pura energia realçada pelas notas doces e amargas do chinotto e da tangerina. No coração da fragrância, notas de jasmim e gerânio florescem com as frescas e dinâmicas notas de cardamomo e alecrim. O aroma é fechado com o silêncio e a tranquilidade das notas de base do patchuli e do almíscar. (75 ml R$ 410,00; 150 ml, R$ 655,00)

Natura_gender

Natura  – Faces No Gender

Recentemente a Natura lançou Faces No Gender, primeira fragrância sem gênero da empresa. Traz notas cítricas e de especiarias. É para todo mundo e acompanha a tendência mundial genderless ou agender, que se vê refletida cada vez mais na indústria da beleza e da moda e que tem entre os jovens seus principais adeptos. “Faces No Gender é para todo mundo e acompanha a tendência mundial – o genderless ou agender – que se vê refletida cada vez mais na indústria da beleza e da moda e que tem entre os jovens seus principais adeptos. É para quem busca a liberdade de viver do seu jeito. Sem rótulos e sem regras”, diz a empresa.

“O que torna um perfume desejado é o que ele representa para cada um e cada fragrância se revela deliciosamente diferente em cada pessoa, independentemente de gênero”, diz Veronica Kato, perfumista exclusiva da Natura.

Botic_verbena2Nativa Spa Verbena – genderless

A nova linha para o corpo  Nativa Spa, de O Boticário também traz fragrância genderless, apostando na leveza e no frescor. A pirâmide olfativa é Cítrica; Floral Verde, com acorde de manjericão, complexo de verbena fresca, fresia, capim-limão e maçã nas notas de saída. O corpo traz bouquet sofisticado de lírio-do-vale, flor de laranjeira, nota de bamboo e O Fundo tem toque de mel, vetiver, cedro-florida, âmbar.