O Grupo Boticário e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) assinaram no final de agosto convênio de pesquisa científica em que participarão estudantes de Química e Ciências Farmacêuticas para avanços em aplicações de técnicas de reologia para auxiliar no desenvolvimento e avaliação de produtos cosméticos.

O estudo terá a coordenação do professor do Departamento de Química da UFPR, Rilton Alves de Freitas e, em um primeiro momento, o objetivo é desenvolver métodos para entender o comportamento e perfil reológico dos produtos e prever estabilidade de formulações, trazendo robustez e otimização dos processos. Além disso, o estudo envolve a criação de um método para prever e correlacionar a percepção de consumidores de sensoriais diversos que os produtos oferecem.

“Esse é o escopo principal do projeto: pesquisa científica unindo o conhecimento da Universidade às demandas que a indústria possui. Estamos desenvolvendo ciência junto à indústria”, diz o professor Rilton Alves.

De acordo com ele, a ideia é desenvolver métodos para prever estabilidade de formulações, que façam com que esse processo seja otimizado de três meses para duas horas. “É uma pesquisa com uma visão de problema real na indústria, além de ter a formação de pessoas qualificadas em uma área que está em desenvolvimento”, diz Freitas. Além disso, o estudo envolve a criação de um método para prever a percepção de consumidores a partir de parâmetros de base de dados coletados em equipamento,” completa.