Uma linha de cosméticos feitos com extrato de bambu da Amazônia, foi desenvolvida por pesquisadores da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) e lançada na semana passada no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, durante a Expoacre, principal feira de negócios do estado (31/07 a 02/08/2015).

Com o extrato do bambu, abundante na Floresta Amazônica, a fundação produziu uma linha composta por xampu, condicionador, hidratante, loção adstringente, sabonete vegetal e líquido.

A fundação, de acordo com Dirlei Bersch, diretora-presidente, o desenvolvimento não é exclusivo. “Desenvolvemos a tecnologia e testamos e podemos transferi-las para quem do setor de produção se interessar. Empresa, associação ou cooperativa que queira produzir pode buscar a tecnologia na Funtac. Vamos fazer um contrato de transferência e passar todo processo produtivo”, explica.

A Funtac produziu três linhas de produtos: Classe A, feita de produtos orgânicos, sem derivados de petróleo e conservantes; linha média, que é mais rústica e a mais simples, para hotéis e o extrato, que tem vitamina A, E e B5.

“Cada empresa vai trabalhar seu processo de custo e margem de lucro, mas, de forma prática, é viável. É algo que vem da extração sustentável e produção extrativista. Tem vários componentes ambientais e sociais associados”, diz Bersch.

O desafio da Funtac, que já desenvolve pesquisa com diversos tipos de óleos de plantas amazônicas, como o óleo de muru muru, é disponibilizá-la para o setor produtivo. A farmacêutica e diretora da fundação garante que é viável. “O custo fica na média de produção de outros produtos, finaliza.