Imagem: Hans Van Bylen CEO da Henkel

 

O Grupo Henkel, fornecedor global de cuidados pessoais e de produtos para os cuidados com o lar reportou no final de Fevereiro um crescimento nominal de 7,0% em 2017, e orgânico de 3,1% durante seu ano fiscal, atingindo mais de 20,3 bilhões de euros, superando a marca dos 20 bilhões de euros pela primeira na história da empresa.

O lucro líquido ajustado do exercício após as participações não controladoras aumentou 9,1 por cento para 2.534 milhões de euros (2016: 2.323 milhões de euros). O lucro ajustado por ação preferencial (EPS) cresceu 9,1%, de 5,36 a 5,85 euros.

O lucro operacional ajustado (EBIT) melhorou 9,1 por cento, de 3.172 milhões de euros para 3.461 milhões de euros. As três unidades de negócios contribuíram para esse aumento.

O retorno ajustado nas vendas (EBIT) aumentou 0,4 pontos percentuais para 17,3%, combinando a orientação do ano inteiro de um aumento para mais de 17%.

O dividendo proposto por ação ordinária foi de 1,77 euros, um aumento de 10,6% em relação ao ano anterior (1,60 euros). Este seria o maior dividendo na história da empresa.

Os mercados emergentes novamente fizeram uma contribuição acima da média para o crescimento orgânico do grupo Henkel, mostrando um aumento muito forte nas vendas orgânicas de 5,3 por cento. Os mercados maduros registraram crescimento positivo de vendas orgânicas de 1,5%.

As vendas foram impulsionadas pelos mercados emergentes. Na Europa Oriental , as vendas cresceram organicamente em 6,0%. A América Latina alcançou um crescimento orgânico das vendas de 4,4% e, na região Ásia-Pacífico , as vendas cresceram organicamente em 5,9%.

A unidade de negócios Beauty Care registrou crescimento positivo de vendas orgânicas de 0,5% no ano fiscal de 2017. Nominalmente, as vendas cresceram 0,8 por cento para 3,868 milhões de euros. O lucro operacional ajustado cresceu 2,7%, para 665 milhões de euros. O retorno ajustado nas vendas mostrou um bom aumento, atingindo um novo recorde de 17,2%.

“Nós nos concentramos na implementação de nossas prioridades estratégicas e conseguimos avanços substanciais com muitas iniciativas e projetos chave. Ao longo do ano, também fizemos várias aquisições atraentes, que complementarão e fortalecerão nosso portfólio,” disse disse Hans Van Bylen CEO da Henkel.

Para 2018, a Henkel espera gerar crescimento de vendas orgânicas de 2 a 4 por cento com cada unidade de negócios nesta faixa. “Avançando, continuaremos a focar no crescimento sustentável e rentável com retornos atraentes. Até 2020 e além, queremos que nossa empresa gere um crescimento sustentável e lucrativo e se torne mais focada no cliente, inovadora, ágil e digital “, disse Hans Van Bylen.