1 – Você saiu da Beraca para montar a Reload Positive Beauty?
Sim para montar a Arcah e a Reload.

Fundei uma ONG, a  Arcah – Associação de Resgate á Cidadania –   que resgata moradores de rua e os leva  ao mercado de trabalho. Tive uma experiência muito boa com as comunidades do Norte do país na floresta, quando era executivo da Beraca. Com o que aprendi na floresta percebi que poderia resgatar moradores de rua. E montei a Arcah. A ONG fica numa fazenda porque para mim a natureza e o social estão conectados.

Quando eu tinha 9 anos de idade, montei uma marca de cosméticos com xampu de hotel. Misturava xampus de hotéis e fazia formulações minhas, pegava embalagens que eu mais gostava e vendia esses produtos para outras crianças. Isso ficou na minha cabeça e agora essa realização vem a Reload Positive Beauty.

 

2 – O que a Beraca tem a ver com a nova marca de cosméticos? Quem são suas sócias Sophia e Eduarda Derani e porque desenvolver uma marca com pessoas alheias à Beraca?

A Beraca é só fornecedora de ativos para a Reload. As minhas sócias, Sophia e Eduarda Derani são amigas de longa data, que também trabalhavam na ONG Arcah e foi natural que elas participassem da criação da Reaload Positive Beauty.

 

3 – Quais são as propostas da nova marca de cosméticos? Será uma marca profissional? Sustentável? Orgânica?

O conceito da marca é a positividade. A beleza positiva é diferente do conceito de cosméticos sustentável, orgânica etc. Criamos esse conceito para que englobasse um pacote além do orgânico, com formulação positiva, tanto em aspectos de toxidade – não ser testada em animais, sem parabenos, sulfatos e glúten – quanto nas embalagens, para que fossem um pouco além do conceito de sustentável, que tem uma conotação de pouco criativa. Buscamos ser positivos, não apenas na sustentabilidade, mas na criatividade, nas cores, na eficiência, inovação e na interação com os consumidores.

 

4 – A nova marca estará disponível para venda em salões de beleza e e-commerce, mas não no varejo ou farmácias? Porque estas opções?

Num primeiro momento quisemos estar mais em contato com os profissionais e consumidores diretos. Não descartamos num segundo momento, outros canais de venda, mas num primeiro momento a proposta é um contato maior com os clientes. Até porque queremos passar essa positividade para os profissionais de salão e clientes. Queremos que a marca e seus produtos inspirem a vida das pessoas, além benefícios para os cabelos. Então promoveremos palestras sobre positividade, para um ‘reload’ (recarregar) das pessoas, para que a marca seja também um canal para isso.

 

5 – O posicionamento é Premium ou B?
É Premium, com preços entre R$ 30,00 e R$ 94,00.

 

6 – Maior concentração de ativos naturais significa maior efetividade?

Não necessariamente. Na verdade a combinação de ativos promove a efetividade, apesar de trabalharmos com concentrações altas. Temos o nosso próprio laboratório e desenvolvemos nossos produtos internamente. Ao todo foram 4 anos de desenvolvimento e pesquisas.

 

7 – O que a Reload Positive Beauty vai apresentar ao mercado primeiramente e quando?

A primeira linha será a #rehabme. Todas as linhas tem o ‘me’ no final porque queremos que as pessoas tenham a propriedade dessa positividade que queremos transmitir. São 5 produtos para o consumidor final:  xampu, condicionador, máscara, BB spray (inovação nossa) numa ampola concentrada.  Eles serão lançados na primeira quinzena de setembro nos salões. Na verdade haverá vários lançamentos. E teremos dois produtos profissionais que são um xampu e um condicionador de reconstrução capilar.

 

8 – A Reload atuará também no segmento de produtos para o lar?

Pretendemos expandir para todos os segmentos – Homecare, skincare, maquiagem etc. Temos mais duas linhas prontas de haircare, uma de uso diário e outra étnica, uma linha que encoraja as pessoas a assumirem a própria beleza.

 

9 – Onde vocês estão instalados?

Nossa sede fica no Jardim Europa em são Paulo. O laboratório também fica em São Paulo e a fabricação é terceirizada.

 

10 – Amy Winehouse e sua famosa canção Rehab inspiraram a campanha de lançamento?

A proposta “Está com os cabelos estressados e deprimidos? Coloque-os na #Rehabme e se vicie positivamente em nossos produtos” foi desenvolvida por uma equipe interna, com a ajuda da agência CH34.

A inspiração vem do fato de que a vida na cidade acaba intoxicando um pouco as pessoas. Então nossa proposta é desintoxicar, trazer uma restauração sistêmica.