O Grupo L´Oréal anunciou o resultados de 2017, com vendas de 26.02 bilhões de euros, um crescimento de 0,7 % em dados comparáveis. A empresa registrou no 4° trimestre crescimento de 4,9%. Os melhores desempenhos foram das divisões L’Oréal Luxo (cujo portfólio de marcas inclui Lancôme, Urban Decay, entre outras) com crescimento de 9.8% e forte demanda na região da Ásia (+18.8% ) e de Cosmética Ativa, com crescimento de 8.4% (mais de 2 bilhões de euros de vendas).

O lucro líquido excluindo itens excepcionais aumentou 2,8% para 3,75 bilhões e o dividendo proposto aumentou 7,6% para 3,55 euros.

No quarto trimestre de 2016 e no ano encerrado em 2016, as vendas reportadas do Grupo incluíram as vendas da The Body Shop em valores de 321,3 milhões de euros e 920,8 milhões de euros, respectivamente.
Em dados comparáveis, o crescimento anual do grupo permaneceu estável, em 4,8%, (4,7% em 2016), com um aumento de 5,5% no quarto trimestre, um pouco acima dos 5% esperados por analistas.

O lucro operacional aumentou 3% para 4,67 bilhões de euros, e 4,4%, excluindo os efeitos das taxas de câmbio. A margem operacional ganhou 40 pontos base e foi equivalente a 18% graças à venda da marca britânica The Body Shop para o grupo brasileiro Natura&Co, no ano passado, de rentabilidade baixa, 3,7%.
O lucro bruto, em 18.664 milhões de euros, saiu em 71,7% das vendas, contra 71,6% em 2016, o que representa um aumento de 10 pontos base.

A Divisão de Produtos de Consumo registrou crescimento do quarto trimestre de + 3,0% no comparativo (2017×2016), e encerrou o ano em + 2,2% No comparativo e por valor de + 1,0%. A Divisão de Produtos Profissionais encerrou o ano com + 0,2% a favor e por valor de -1,4%.

Os investimentos em tecnologias digitais e o fortalecimento da companhia em dois canais estratégicos, também garantiram o bom desempenho da empresa. No comércio eletrônico, as vendas atingiram 2 bilhões de euros (+ 33,6% no comparativo 2017×2016) e o canal Travel Retail, em que a L’Oréal atua há 40 anos, também mostra sua força, evoluindo através de estratégias baseadas em tecnologias para novos públicos.