Foto Marilia Garcia Senlle – ISA

 

Pelo segundo ano consecutivo a marca britânica de produtos feitos à mão Lush, junto com a Ethical Consumer Research Association – especialista em trabalho de pesquisa e consultoria sobre temasque relacionem o meio ambiente, direitos animais e direitos humanos – vão realizar o Lush Spring Prize, prêmio internacional busca recompensar iniciativas que disseminem a regeneração socioambiental.

A proposta do prêmio deste ano foi encontrar soluções para problemas relacionados aos direitos territoriais indígenas, degradação do solo, desastres naturais, acesso à água, perda de biodiversidade, saneamento, conflitos e refugiados, oceanos e marginalização. Os projetos serão premiados em quatro categorias diferentes: projetos estrangeiros, novos projetos, projetos estabelecidos e prêmio de influência.

Foram mais de 300 inscrições para o prêmio deste ano, e 53 iniciativas foram escolhidas para fazer parte da competição. Os participantes vêm de seis continentes e 29 países diferentes, incluindo a Malásia, o Zimbábue, a Palestina, a Grécia e o Brasil, que teve 4 projetos selecionados.

Os projetos brasileiros selecionados

Quilombo2Foto: Marilia Garcia Senlle – ISA
Quilombas Florestais – Vale do Ribeira

– Agentes Florestais Quilombolas, de recuperação da floresta ciliar do Quilombo St. Rosa dos Pretos, no Maranhão, com a plantação de árvores nativas da região das margens do rio Igarape Samauma.
– Cupulate de Acará, um tipo de chocolate desenvolvido a partir do cupuaçu. O projeto, baseado em agricultura regenerativa, deverá gerar renda adicional para a vila amazônica.

produtoresemercados

– Guaracy , de agricultura sintrópica (sistema de cultivo agroflorestal) que conecta produtores rurais do Assentamento do Movimento Sem Terra Ho Chi Minh a mercados e feiras orgânicas de Minas Gerais.
– E o projeto Thydêwá, que existe há 18 anos , concorre ao prêmio de projetos estabelecidos. Ele promove o diálogo intercultural entre indígenas e não indígenas sobre a valorização da diversidade, culturas e conhecimentos tradicionais.

A premiação acontecerá na Emerson College, em Sussex, na Inglaterra, de 14 a 16 de maio. Os vencedores serão escolhidos por um painel de 12 juízes predominantemente engajados em movimentos de regeneração sócio ambiental e anunciados na noite do dia 15 de maio.

Informações adicionais e formulário de inscrição: http://springprize.org/the-prizes/