Na semana de Sustentabilidade a Unilever divulgou alguns resultados de seu Plano de Sustentabilidade lançado em 2010. A empresa segue progredindo na construção de marcas sustentáveis – aquelas que combinam propósito social ou ambiental com produtos que colaboram para o alcance dos objetivos do plano -, reforçando assim a contribuição que essas marcas trazem para o negócio.

Segundo a empresa, somente em 2016, as marcas com propósito entregaram mais de 60% do crescimento total da companhia (em 2015 foi 46%) e cresceram 50% mais rapidamente que o restante do negócio, registrando incremento de vendas acima da média, com taxas de cerca de 10% ou mais durante os últimos seis anos. Hoje, 18 das 40 marcas principais da Unilever são sustentáveis (em 2015, eram 12). Dove, Seda, Brilhante, Lifebuoy e Hellmann’s são exemplos de marcas que estão reduzindo a pegada ambiental para aumentar o impacto social positivo.

“Nossos resultados demonstram que a atuação responsável dos pontos de vista social e ambiental faz bem para o negócio. O Plano de Sustentabilidade faz com que sejamos mais competitivos e inovadores, além de ajudar a reduzir riscos e custos e, consequentemente, a aumentar a confiança na companhia e a criar valor para nossos acionistas”, afirmou Paul Polman, CEO da Unilever.

As medidas de ecoeficiência nas fábricas da companhia ao redor do mundo ajudaram a evitar custos ‘de mais de €700 milhões (ano base 2008)’, ressalta a empresa. Entre os avanços nos compromissos traçados no Plano está o programa de gestão de resíduos, que evitou gastos de cerca de €250milhões (ano base 2008), informou a empresa, que tem mais de 31% da energia utilizada em suas plantas ao redor do mundo vindas de fontes renováveis.

“O crescimento das marcas com propósito comprova que inserir a sustentabilidade no coração do negócio não é apenas a melhor decisão, como se mostra o único caminho viável para as empresas que visam o longo prazo. Acreditamos não haver mais espaço para a gestão predatória, mas sim para um jeito de fazer negócio que prime pelo crescimento responsável dos pontos de vista ambiental e social”, reforça Fernando Fernandez, presidente da Unilever no Brasil.

Com base em estudo do impacto social, econômico e ambiental do ciclo de vida dos produtos da companhia nasceu a visão geral do Plano: gerar crescimento para o negócio enquanto reduz o impacto ambiental e aumenta o impacto positivo na sociedade.

O Plano se compromete a:

• Ajudar mais de um bilhão de pessoas a tomar iniciativas para melhorar sua saúde e bem-estar até 2020;
• Reduzir pela metade o impacto ambiental de seus produtos até o ano 2030;
• Melhorar as condições de vida e trabalho de milhões de pessoas até o ano 2020.