Mary Kay e sua equipe de pesquisa e desenvolvimento, se dedicam a conduzir pesquisas de ponta e compartilham descobertas importantes relacionadas à saúde da pele com as comunidades científicas e de beleza como um todo. Por isso a empresa apresentou estudos sobre efeitos da poluição sobre a pele em dois eventos recentes de dermatologia: na Reunião Anual de Dermatologistas Latino (RADLA) durante os dias 4 a 7 de maio, em Buenos Aires, na Argentina e do 77º Encontro Anual da Sociedade de Dermatologia Investigativa (SID, na sigla em inglês) em Chicago, de 8 a 11 de maio.

Na Anual de Dermatologistas Latino Americanos (RADLA) durante os dias 4 a 7 de maio, em Buenos Aires, na Argentina, apresentou as descobertas dos efeitos da poluição na saúde da pele, com uma pesquisa com foco nas preocupações com a pele relacionadas às partículas de exaustão do diesel (PED) no meio ambiente. Em uma delas compartilhou que ‘a exposição contínua às PEDs provoca o aumento dos radicais livres nas células da pele, podendo basicamente impactar os sinais prematuros de envelhecimento, como as manchas escuras e o aspecto opaco.’

A empresa apresentou também as descobertas sobre um complexo antioxidante que pode ajudar a retardar os sinais de envelhecimento relacionados com os efeitos nocivos da PED. De acordo com a empresa, essa tecnologia está presente na linha Mary Kay® de cuidados com a pele TimeWise® Miracle Set 3D™.
Mary_Timewize

“Os cientistas da Mary Kay passaram anos pesquisando inovadores ingredientes para desenvolver a nova coleção de cuidados com a pele que combate os radicais livres e ajuda a retardar a manifestação dos sinais precoces de envelhecimento decorrentes dos inevitáveis estressores ambientais e de estilo de vida, como a exaustão dos automóveis e a poluição do ar”, disse a Dra. Lucy Gildea, Cientista Chefe da Mary Kay Inc.

Já no 77° Encontro Anual da Sociedade de Dermatologia Investigativa em Chicago, Tiffany Carle, cientista chefe adjunta da Mary Kay, apresentou as novas informações coletadas, quando analisou um sérum contendo cinco extratos de frutas ricos em vitamina C e seus efeitos na pele.
Como parte deste estudo, pesquisadores da Mary Kay trataram um tecido artificial com este sérum e utilizaram uma abordagem genômica para entender como o sérum afetava a pele. Esta avaliação genômica revelou o envolvimento de quatro principais classes de genes importantes para a firmeza da pele. O estudo mostrou que o tratamento com sérum aumentava a produção de proteínas da matriz dérmica e das lamininas que dão firmeza e textura à pele.

“Nossa equipe de Pesquisa e Desenvolvimento está comprometida com o desenvolvimento tecnológico de nossos produtos para que possamos ajudar a melhorar a saúde da pele e tornar todas as mulheres mais confiantes com suas aparências”, disse a Dra. Gildea, acrescentando: “A participação em eventos como RADLA e SID nos permite aprender e compartilhar importantes pesquisas para que continuemos gerando benefícios significativos, além de excelentes produtos para os consumidores”.