Idioma: PortuguêsIdioms: English
   
   
Digite a palavra-chave

     
  FCE Cosmetique
12/05/2014

Cosmoprof North America
13/07/2014

In-cosmetics Brasil
09/09/2014

 
     
  Clique aqui e nos envie um e-mail para receber a nossa E-News.  
     
 








 
 
  Matérias  
 

Mercado brasileiro de desodorantes em evolução
Mercados - 22/10/2007

                         

O mercado brasileiro de desodorantes está evoluindo a passos largos. Num país de clima tropical como o Brasil as empresas estão empenhadas em conquistar uma fatia cada vez maior desse mercado. Enquanto as tecnologias vão evoluindo os preços vão se tornando cada vez mais competitivos e há ainda o apelo aos ativos naturais nas formulações, que vem crescendo e conquistando mercado, assim como os produtos refiláveis, à medida que crescem as preocupações ambientais. Afinal, este mercado rendeu em 2006, vendas líquidas de R$ 1,52 bilhão, 8,57% a mais que em 2005 e para este ano as estimativas da Abihpec – Associação Brasileira das Indústrias de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumaria - para o segmento apontam para 49.800 toneladas em vendas e um faturamento de R$ 1,65 bilhões em vendas líquidas.

Para o ano que vem as perspectivas são melhores ainda: “Em 2008 o Brasil deverá ser o maior mercado consumidor de desodorantes do mundo”, anunciou João Carlos Basílio da Silva, presidente da Abihpec a jornalistas em recente encontro.

Líder do mercado brasileiro de desodorantes, a marca Rexona (Unilever) encerrou 2006 com 42,3% de participação de mercado em valor (de acordo com dados divulgados pela ACNielsen), um recorde para a marca, o que teria provocado um aumento de 64,7% de participação da Unilever no segmento, segundo a empresa divulgou. 

Para obter o sucesso desejado, a marca investe em pesquisas de mercado e aposta no acompanhamento das sugestões enviadas ao SAC pelos consumidores para conhecer suas necessidades e lançar produtos com benefícios diversificados.  Um exemplo foi o lançamento no Brasil de Rexona Crystal que se propõe minimizar as marcas brancas deixadas nas roupas após a aplicação de antitranspirantes, um desejo dos consumidores percebido através destas ferramentas.

Este ano a marca investiu mais de R$ 30 milhões no lançamento de novos produtos, parcerias e em modificações nas formulações e embalagens.

A diversificação de públicos é outra estratégia: para o mercado masculino de baixa renda a Rexona lançou a linha Compact. A iniciativa, que teve como objetivo ampliar a penetração da marca em outras classes sociais visa também oferecer aos consumidores a oportunidade de comprar um desodorante com aplicador Roll-On, considerado mais sofisticado e que, segundo pesquisa realizada pela Unilever, é um dos preferidos dos usuários. Os produtos são comercializados em embalagem de 30ml.

Desde 2004 a marca também lançou desodorantes específicos para as adolescentes. Em menos de um ano, a empresa afirma, a linha atingiu 5,4% de participação de mercado e hoje registra 5,6%, mostrando estabilidade. Para manter o interesse das jovens na marca, outro lançamento em edição limitada propõe embalagens chamativas para este público: Rexona Teens Dance, inspirada no clima das baladas, explora as cores preta e rosa na embalagem, em versões mini-aerosol (R$ 5,46) e roll-on (R$ 4,90). Para promover a nova fragrância Dance, uma mistura de notas de framboesa, manga e abacaxi, traços cítricos e um toque de menta, Rexona Teens desenvolveu uma campanha de comunicação, com materiais de ponto-de-venda e anúncios que serão veiculados em revistas direcionadas para as adolescentes, além do site  exclusivo para o produto. www.rexonateens.com.br

                             

Axe
outra marca da Unilever, também buscou no público masculino aspirante com o lançamento de Axe Aerosol 90, uma proposta de qualidade a preço acessível. “A marca quis auxiliar os homens no jogo da sedução. Assim, criamos uma campanha bem-humorada para deixar claro que o aplicador aerosol, de qualidade superior ao spray, agora está mais acessível”, explica Roberta Sant’ Anna, gerente de marketing de Axe. “Além disso, sendo a migração dos usuários do aplicador spray para o aplicador aerosol uma das tendências do mercado de desodorantes, acreditamos que esse é o momento certo de voltar a investir em campanhas e explorar esse tema”, completa Roberta. Apresentado em tamanho médio, com 90 ml, o desodorante Axe Aerosol 90 está disponível nas fragrâncias Musk, Marine, Touch, Conviction e Fusion, em embalagens de 90ml, pelo preço médio de R$ 4,10.

Fragrância, aliás, é outro item importante. Num país tropical onde o clima é muito quente; a fragrância dos desodorantes deve ser cuidadosa.  “A composição de uma fragrância técnica exige muito do conhecimento do perfumista para que ela consiga se sobressair em uma base difícil, levando em consideração a complexidade das fórmulas e da dosagem para manter sua performance”, diz Thierry Bessard, perfumista da Givaudan.

De acordo com ele, essa especificidade de nosso clima garante um grande espaço para as companhias nacionais que conhecem bem seus consumidores e oferecem fragrâncias mais adaptadas a seu gosto. Geralmente, os brasileiros preferem usar fragrâncias mais frescas durante o dia que lhes ofereçam uma sensação de bem-estar, limpeza e frescor.

                       

Uma aposta interessante da Garnier foi trazer da Amazônia um ingrediente tipicamente brasileiro – o guaraná, para o seu Garnier Moderato, um desodorante unisex, que previne contra os odores da transpiração nas axilas e, de acordo com a empresa, não deixa resíduos.

A fórmula-emulsão contém extrato energizante de guaraná (Paullinia cupana), mas não contém álcool. De acordo com a empresa, o desodorante forma um filme protetor e suave ao toque, que protege contra a transpiração sem agredir a pele. O seu preço é de R$ 4,20

“A categoria de desodorantes é muito importante para nós, moramos em um país tropical onde o clima é muito quente” diz Leonardo Diniz Jorge diretor da Drogaria Iguatemi, de perfil seletivo. Cosméticos e dermocosméticos representam 60% de nossas vendas, por isso ampliamos esta área em nossos estabelecimentos muito rapidamente”, completa.

Na linha dos naturais, a Yakult saiu na frente ao lançar seus desodorantes femininos e alguns desodorantes extensões de linha com o Complexo S.E.® exclusivo da marca.

“O complexo é composto pelos lactobacilos, componente que deixa a pele ligeiramente ácida, o que evita a proliferação bacteriana e ainda consegue matar bactérias ou evitar que elas se propaguem”, ela explica. “Esse nosso ativo é um achado”, comemora Mizue Kishi gerente técnica da Yakult. “Não é preciso usar componentes químicos bactericidas em grande quantidade. Em alguns casos até os abolimos”, diz Mizue Kishi, que também responde pelo P&D e Produção da área de cosméticos.

Complexo S.E.® contém também um pouco de ácido láteo para favorecer o controle bacteriano sem prejudicar a pele. “Além disso, ele é extremamente hidratante, não irrita a pele, dificilmente provoca alergias e ainda evita o escurecimento da pele, um apelo de outras empresas, que oferecemos sem alarde em nossos desodorantes”, diz Mizue: “Estamos estudando agora um potencializador para essa ação se tornar mais efetiva ainda”.

O faturamento da marca para o segmento, para a empresa é expressivo mas não para o mercado como um todo: “como somos Venda Direta perdemos para as empresas maiores que abrangem bem o varejo”.

                     

A marca Dove (Unilever),conhecida por seus sabonetes hidratantes, entrou no mercado de desodorantes em 1999 como a primeira e única linha até hoje a oferecer ingredientes antitranspirantes combinados com ¼ de creme hidratante. Dove agora aposta nas especificações: com Dove Clear Tone (roll-on e spray), um desodorante sem álcool que permite o clareamento das axilas e com Dove Invisible Dry, a redução da quantidade de resíduos na roupa, além de hidratação e proteção por 24 horas. “Por conter óleo de girassol, o produto possui um ingrediente essencial, o ácido linoléico, nutriente que ajuda a condicionar a pele e a evitar o escurecimento das axilas”, diz Daniela Cachich, gerente de marketing da marca.

                        

O Boticário aposta mais em extensões para suas linhas de fragrâncias. Este ano  lançou ano os desodorantes masculino e feminino levemente perfumados da linha das fragrâncias  Carpe Diem, que tem toque seco e embalagens de 75g  (R$17,90) e da linha Acqua Fresca, que ganhou desodorante spray 95ml (R$16,90).

Os desodorantes perfumados da Natura estão no mercado há mais de 20 anos. São  os  únicos  do mercado brasileiro que  possuem embalagens com sistema de refil (para as embalagens em spray). Atualmente os desodorantes da marca passam por reformulações tanto nas embalagens refiladas de desodorantes em spray que buscam minimizar o impacto ambiental, quanto nas formulações. Uma das  iniciativas  da empresa é  substituir  o  álcool comum pelo álcool vegetal orgânico.  A empresa fará a substituição total  até  o final do ano. Até agora,   já  tiveram suas fórmulas substituídas, os desodorantes das linhas Sr. N,  Natura Homem, Natura Kaiak, Hoje de Natura e Biografia.

De acordo com a empresa, toda a linha de desodorantes  passará  por  essas  adequações.  Já foram feitos o repacking de Sr. N,  Natura Homem, Biografia, Horus, Sol e Lua de Natura, Biografia feminino e  masculino, Kriska, Kriska Jeans e Kriska Flores

                       

Quando chegou ao país no final dos anos 60, a marca de fragrâncias e produtos de higiene masculina Brut é uma das primeiras a chegar ao país encontrou apenas entre os homens de classe média e alta a predisposição para o uso de desodorantes e perfumes. "Na maioria das famílias, os homens de gerações mais antigas só passaram a usar desodorante recentemente”, disse João Carlos Basílio, presidente da Abihpec.

Comercializada atualmente pela Helen of Troy, a marca, que é associada aos conceitos de classe e elegância, mais apropriados às classes mais abastadas, a marca é muito popular no país, com produtos vendidos inclusive em redes de Supermercados e as Lojas Americanas, de apelo popular. “O homem já sabe que cultivar a aparência é sinônimo de cuidados com a saúde e a qualidade de vida", afirma Fonte Cristina Pappalardo, gerente de marketing da Helen of Troy do Brasil, A marca lançou recentemente uma linha de desodorantes com quatro fragrâncias, uma para cada tipo de homem: Attitude, Classic, Success e Instinct são  Roll–on e custam R$ 6,90; em aerosol  o preço fica em  R$ 8,90; e em Squeeze, R$ 2,80.

De apelo natural, a Weleda, marca suíça há 45 anos no país, desenvolve desodorantes sem sais de alumínio, que escurecem as axilas, ou qualquer outra substância cítrica. São formulados com substâncias naturais e óleos essenciais e incluem com o selo de comprovação de Cosmético Natural Certificado” da BDHI - (Associação de Indústrias e Firmas de Comércio Alemãs).

Propanodiol Zemea™

A tendência de optar por substâncias naturais e meios não poluentes estão fez com que a empresa canadense Terra Naturals desenvolvesse uma linha de desodorantes naturais à base de milho sem substâncias derivadas do petróleo e do alumínio com o ativo  Zemea™, propanodiol produzido a partir de fontes renováveis (Bio-PDO™). Quem fornece é a joint venture DuPont Tate & Lyle Bio Products

“O propanodiol Zemea™ oferece aos desodorantes uma excelente textura, sem resíduos aderentes”, afirma Svetlana Ratnikova, co-fundadora da Terra Naturals. “Ele substitui o glicol propileno nos desodorantes à base de petróleo e a glicerina vegetal nos atuais desodorantes naturais. A glicerina vegetal pode ser muito viscosa e reduz o resultado gerado do produto; o glicol propileno é derivado do gás natural, um produto cuja dependência os consumidores conscientes das questões energéticas estão tentando reduzir.”

“Estamos vendo nos mercados de cosméticos e cuidado pessoal uma demanda crescente por produtos feitos a partir de fontes renováveis e ingredientes derivados do milho”, comenta Steve Mirshak, presidente da DuPont Tate & Lyle Bio Products. 

 
 
   
 
Voltar à lista Voltar à front page
 
Busca em Notícias
  Palavra-chave        
 
 
 
  Notícias  
  Avon em nova ação Loucas por Batom oferece 10 mil prêmios
Campanhas - 23/04/2014

Indústria brasileira de cosméticos fatura R$38 bilhões em 2013
Nacional - 17/04/2014

Economia em rápido crescimento do Brasil está impulsionando uma mudança fundamental no mercado de produtos de higiene pessoal masculina
Mercados - 17/04/2014

Brasil deve alimentar o crescimento na indústria de embalagens de plástico
Mercados - 17/04/2014

Surya Brasil lança linha no Reino Unido
Internacional - 16/04/2014

 
  Entrevistas
 
  Dr. Edilson Pinheiro, médico pós-graduado em Dermatocosmitria:“..o dia em que conseguirem desenvolver um medicamento tópico em que realmente aconteça a penetração do ácido hialurônico, será uma vrdadeira revolução
12/04/2014

Sérgio Rebelo, diretor da Factor de Solução, afiliada do grupo Kline na América Latina: “Teremos para este ano um mercado mais desafiador, porque a competição é maior, o mercado cresce menos e a pressão de custos é importante”.
10/03/2014

Fátima Rossetto - Diretora de Desenvolvimento e Educação da Natura Cosméticos e Andrea Eboli - Diretora de Marketing da empresa: Investimento na Educação de profissionais da empresa
17/02/2014

 
  Matérias  
  Indústrias brasileiras buscam na Cosmoprof North America passaporte para o mercado americano
Estratégia - 05/04/2014

Pesquisa de Mercado: a ferramenta para enfrentar a competição
Estratégia - 24/03/2014

Mousse ganha novas opções em produtos
Tendências - 24/02/2014

 

Envie-nos seu e-mail com comentários, críticas e sugestões.