Idioma: PortuguêsIdioms: English
   
   
Digite a palavra-chave

     
  Beauty Fair
06/09/2014

In-cosmetics Brasil
09/09/2014

 
     
  Clique aqui e nos envie um e-mail para receber a nossa E-News.  
     
 








 
 
  Matérias  
 

As ferramentas e os valores da área de RH
Recursos Humanos - 31/05/2005

                           

Será que um gerente de assuntos corporativos, vindo de uma empresa de bebidas, tem condições de decidir em poucos meses quais são os melhores veículos para difundir o conceito de uma nova linha de atuação da empresa? Ou que um diretor de exportação de uma empresa de produtos para o cabelo, vindo experiências na área de engenharia fale com desenvoltura aos seus potenciais compradores sobre um produto cosmético brasileiro diferenciado como o creme de pentear?

É comum encontrar no mercado cosmético, profissionais que vêm das áreas Química, de Administração e de alimentos, bebidas, entre outras. Da engenharia de produção, ao profissional de suprimentos e compras, passando pelo diretor de marketing, poucos têm formação no setor cosmético ou foram bem preparados para atender as especificidades do segmento.

A globalização tornou a competitividade uma questão de sobrevivência para todos os segmentos empresariais. À medida que cresce o segmento cosmético e o de seus fornecedores de matérias primas, o capital humano especializado vem sendo cada vez mais valorizado. 

Por isso a área de Recursos Humanos vem se tornando a espinha dorsal para o bom funcionamento e desenvolvimento de uma empresa. É de sua incumbência buscar o profissional ideal e treiná-lo para o cargo, promover o seu entrosamento, oferecer benefícios e buscar enfim a satisfação do candidato em participar do projeto da empresa. Afinal manter uma equipe não apenas eficiente, mas coesa e de bem com a vida faz parte desse patrimônio humano da empresa.

“Acompanhamos o clima interno através de pesquisas. Temos participado do ranking das seis melhores empresas para se trabalhar do mercado e este ano estamos fazendo uma pesquisa, mesmo do mercado interno, que foca empresas como O Boticário. Entendemos que todo o nosso portfolio de benefícios possa ser um disparador que gere satisfação e conseqüentemente comprometimento com a empresa”, afirma Andrea  Vernacci, Gerente de Planejamento e Desenvolvimento da Natura, maior empresa de cosméticos do país.

À incumbência de encontrar candidatos (porque buscar opções é uma das competências do RH) com predicados técnicos e morais, soma-se a pressão da concorrência, do mercado e ainda do tempo. O trabalho do RH requer assim, cada vez mais sistemas de gestão eficazes para gerir suas áreas de Recrutamento e Seleção, Treinamento e Desenvolvimento, Planejamento de Carreira, Cargos e Salários, Administração de Pessoal etc...

E- recruitment

A gestão eficaz da área de Recrutamento e Seleção depende também de um sistema de recrutamento on-line eficiente. Existem inúmeras ferramentas no mercado para suprir essa necessidade, mas a grande maioria das empresas utiliza apenas parcialmente dos recursos que esta ferramenta possibilita.

Existe uma série de funcionalidades que organizam o processo seletivo de modo que cada candidato à vaga, mantenha seus status atualizado, tais como: avaliações do recrutador - entrevistas e dinâmicas -, testes on-line etc. Isso facilita o trabalho dos recrutadores, consultores, assistentes e das áreas coligadas como: Administração de Pessoal, Cargos e Salários, Treinamento e Desenvolvimento, Planejamento de Carreira, já que todas as informações podem ser compartilhadas.

Alguns diferenciais da solução e-recruitment citados por alguns sites que oferecem esse serviço são: candidatura on-line e envio de currículo; sistema avançado de busca de vagas e agentes de busca ativos; portal na Intranet para recrutamento interno; acesso à base exclusiva de candidatos; gestão da entrega dos e-mails enviados aos candidatos; entrevistas e dinâmicas de grupo on-line; promoção da empresa e acesso em qualquer lugar do mundo e publicação de vagas no website, na Intranet da empresa e em outros sites de emprego.

As empresas podem ainda manter um contato mais personalizado com os candidatos, enviando mensagens de atualização, agradecimento, informando sobre os processos seletivos etc, podendo atingir um grande público individualmente, melhorando a sintonia com todos os profissionais.

A valorização dos princípios

Quanto mais a empresa for ambientalmente amigável e socialmente responsável, mais aceitos serão os seus produtos, reza a cartilha empresarial do século XXI. Assim,  atualmente a contratação de um profissional valoriza tanto a sua formação profissional quanto os quesitos mais abstratos do candidato, como valores, princípios, atitudes e visão de mundo.

Na prática o processo de seleção de um candidato acontece de várias formas: “A primeira coisa que fazemos é colocar a vaga na Bolsa de Oportunidades da empresa, para que os nossos colaboradores vejam quais são as que estão em aberto e para as quais eles atendam os pré-requisitos, conta Andrea Vernacci. 

De acordo com ela, quando não há candidatos para a vaga a empresa recorre ao mercado para buscar o profissional requerido. Isso se dá através de empresas consultorias de Recursos Humanos capacitadas pela empresa para a seleção “Não só da parte técnica, mas também para buscar pessoas alinhadas com as crenças e valores da Natura”, ressalta a Gerente. Mas a empresa recorre também aos currículos de candidatos cadastrados em seu site para futuras consultas da empresa e insere nele as vagas disponíveis. 

                           

No Boticário, maior empresa de franquia em cosméticos do país e do mundo não é diferente. “Para o nível de executivo de diretoria, por exemplo, a empresa recorre a empresas de consultorias de Recursos Humanos. Passamos as qualificações do profissional desejado e procedemos a entrevistas para verificar se o candidato está dentro do perfil de personalidade e de cultura da empresa. diz Zenilda Machado Gerente de Recursos Humanos do O Boticário. A empresa tem por cultura realizar várias entrevistas com o candidato “com o pessoal da área, com seus pares e com a pessoa a quem o profissional estará subordinado. São cerca de 8 entrevistas, pois acreditamos que quanto mais pessoas estiveram comprometidas com a escolha desse profissional, mais chances de sucesso ele terá”, afirma  Zenilda.

Para cargos técnicos, operacionais e administrativos a empresa utiliza um banco de recursos humanos no site da empresa e de uma consultoria especializada para ajudar no processo de seleção.
Mesmo uma empresas de porte médio, como a Perfumes Dana do Brasil as contratações envolvem muito mais do que eficiência técnica: “Responsabilidade, compromisso com o negócio e com as pessoas, sem vícios do segmento e principalmente ser uma pessoa que executa”, aponta o  Diretor Comercial da Perfumes Dana do Brasil, DAvid Robson Papa.

Estes critérios estão igualmente difundidos em empresas fornecedoras, como é o caso da Rexam, que inaugurou sua fábrica no país no final do ano passado: “Acreditamos que as pessoas fazem a diferença. Temos quatro valores básicos que permeiam nossas ações que são: melhoria contínua, confiança, trabalho em equipe e reconhecimento”, diz Ana Cláudia Gerente de Recursos Humanos da empresa.

QI (Quem indicou)

No Brasil o QI já é praticamente institucionalizado. Candidatos em busca de emprego apostam muito mais em seus contatos do que na distribuição de currículos. No entanto a indicação não é garantia de emprego. Funciona muito mais como uma pré-seleção: “O candidato pode até entrar no processo seletivo, mas o que conta é se ele tem o perfil para o cargo, diz Zenilda Machado, do O Boticário”.

Na Natura a partir do segundo semestre deste ano será implantado um programa de indicações internas estruturado e oficializado. “O objetivo é ter um canal para estas indicações porque quando um colaborador indica alguém externo, se ele está indicando quem ele já conhece, com o perfil próximo ao que a empresa deseja”, diz a gerente de RH da empresa.

A Perfumes Dana do Brasil também admite: “Praticamente todas as contratações de chefias desenvolveram-se a partir de indicações”.

“Indicações sempre são positivas, pois os colaboradores procuram indicar pessoas que eles conhecem bem, com os requisitos solicitados para o cargo. Além disso, utilizar deste recurso é uma forma de motivar nossos colaboradores”, diz Ana Cláudia Domingues, Gerente de Recursos Humanos da Rexam.

Manutenção da satisfação

Uma das responsabilidades do RH é promover o bem estar do colaborador, a qualidade de vida dele. Nesse sentido algumas empresas incorporaram aos benefícios de praxe, um espaço de tempo para a prestação de serviço voluntário na comunidade onde a atua, como é o caso da Natura. Programas de reconhecimento, de qualidade de vida para a mulher, como é o caso do Boticário, de gerenciamento de aposentadoria, cabelereiro, yoga, florais de Bach, medicina Ortomolecular, atendimento psicológico para grávidas e mães recentes ou tratamento para a eliminação de vasos nas pernas. “Não podemos considerá-los um procedimento estético, como os planos de saúde muitas das mulheres que trabalham conosco passam parte do dia de pé na fábrica ou nas lojas”, diz Zenilde, do Boticário.

Demissão

A demissão pode ter vários aspectos: o funcionário não estar dentro do perfil adequado para exercer aquele cargo ou o desempenho inferior ao exigido para a função. Pode não estar condizente com a cultura da organização.

“Somos uma empresa extremamente de relações. Se colocarmos aqui um gestor que grita, que não respeita as pessoas, ele não sobrevive. Prezamos na empresa um clima favorável, prazeroso, arrumado, esteticamente bonito”, diz a gerente de Recursos Humanos do Boticário.

Nessa questão o importante é como o funcionário é tratado: “Os desligamentos na Natura não ocorrem de forma automática”, afirma a Gerente de Planejamento e Desenvolvimento da Natura. “Pode ser que ele esteja na função errada, nesse caso podemos inclusive trocá-lo de função”.

A demissão causa desgaste, emocional, financeiro e físico. Procuramos simplesmente não errar nas contratações, diz o Diretor Comercial da Dana. “O processo de demissão é o último recurso que utilizamos, diz a Gerente de RH da Rexam”.

O RH é um assunto extenso, cobre muitos aspectos que merecem outras discussões. O cosméticos br deve abordar novamente a questão em outras matérias, já que, para a Internet, a extensão das matérias deve ter um limite que não canse visualmente.

Para os interessados no assunto, entre os dias 7 e 10 de junho será realizado em Recife, o VIII CONORH - Congresso Nordestino de Recursos Humanos, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

Autor: Sueli Ortega

 
 
   
 
Voltar à lista Voltar à front page
 
Busca em Notícias
  Palavra-chave        
 
 
 
  Notícias  
  Hinode anuncia plano de expansão
Estratégia - 22/07/2014

Coppertone patrocina surfista brasileiro para linha de proteção solar
Campanhas - 22/07/2014

Abihpec projeta aumento de vendas de R$ 42,6 bilhões em 2014 e qualifica 21 empresas fornecedoras com selo
Nacional - 21/07/2014

Revisão do Semestre - Matérias, Entrevistas, Lançamentos e Notícias de destaque
Estratégia - 07/07/2014

Natura busca outros segmentos para expandir
Estratégia - 04/07/2014

 
  Entrevistas
 
  Carla Falcão, especialista em Mídias Sociais: “...é preciso lembrar que a comunicação precisa ser de mão dupla e ter continuidade... é importante humanizar esse contato.”
02/06/2014

Dr. Edilson Pinheiro, médico pós-graduado em Dermatocosmitria:“..o dia em que conseguirem desenvolver um medicamento tópico em que realmente aconteça a penetração do ácido hialurônico, será uma vrdadeira revolução
12/04/2014

Sérgio Rebelo, diretor da Factor de Solução, afiliada do grupo Kline na América Latina: “Teremos para este ano um mercado mais desafiador, porque a competição é maior, o mercado cresce menos e a pressão de custos é importante”.
10/03/2014

 
  Matérias  
  Pele sensível e os produtos amigáveis
Tecnologia - 30/06/2014

Mercado de ativos funcionais em cuidados pessoais no Brasil é avaliado em USD 120 milhões
Mercados - 20/06/2014

Mudanças no Hábito de Consumo em Beleza e Cuidados Pessoais do consumidor brasileiro
Comportamento - 16/06/2014

 

Envie-nos seu e-mail com comentários, críticas e sugestões.