O Grupo Solvay, que no Brasil também atua com a marca Rhodia, anunciou hoje a nomeação de Neil Barrientos Lima como Diretor de Marketing e Produtos na América Latina da unidade global de negócios Novecare.

Essa área da empresa é responsável pela produção e comercialização de especialidades químicas para diversos mercados, tais como Home e Personal Care, Agroquímica, Petróleo e Gás, Tintas e Revestimentos, Aminas e Mercados Industriais.

Neil Barrientos Lima é engenheiro químico pela San Carlos University da Guatemala, e possui pós graduação em marketing e merchandising de produtos de consumo pelas universidades EADES e Loyola America’s Entrepreneur School, Guatemala/Chile.

Iniciou sua carreira profissional em 1994 como gerente de produção de cosméticos na empresa Profisa (Revlon). Posteriormente, trabalhou nas empresas Diquiva e Henkel-Cognis na área de Home e Personal Care, como Gerente de Produção e Desenvolvimento, com base na Guatemala.

Em 2005, pela empresa Cognis foi enviado ao Brasil para assumir a gerência sênior de marketing e tecnologia para Home e Personal Care, função que exerceu até 2011, quando se transferiu para a Basf. Ingressou na Rhodia, empresa do Grupo Solvay, em outubro de 2012, como diretor do mercado de Home e Personal Care para a região da América Latina, com base no Brasil, tendo ocupado essa posição até novembro de 2013, quando foi nomeado como Diretor Global de Marketing da área de Home e Personal Care da Solvay e transferido para o headquarter dessa unidade global de negócios em Princeton, Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Entre as missões de Neil Barrientos Lima em sua nova posição está a coordenação dos projetos que visam aumentar a competitividade e a participação de mercado das diferentes áreas de negócios reunidas na Solvay Novecare na região da América Latina. Além disso, supervisionará o desenvolvimento de novos produtos e aplicações e os esforços de melhoria de inteligência de mercado e a busca de novos negócios e oportunidades para o crescimento dessa área na região, aproveitando o potencial das duas unidades de produção instaladas em Itatiba e Taboão da Serra, ambas no estado de São Paulo.