A fabricante Procter & Gamble (P&G) apresentou aumento no lucro líquido de 14% no quarto trimestre fiscal, encerrado em junho, para US$ 2,2 bilhões, comparado ao mesmo período do anterior. No trimestre de abril a junho, as vendas líquidas permaneceram inalteradas em US $ 16,1 bilhões, incluindo um impacto negativo de dois pontos percentuais em moeda estrangeira. As vendas orgânicas cresceram dois por cento em um aumento de dois por cento no volume orgânico. O volume total também aumentou dois por cento. No consolidado do ano fiscal, o lucro avançou 45%, para US$ 15,3 bilhões e a receita fechou com queda de 0,4%, para US$ 65 bilhões. De acordo com a empresa, o lucro foi beneficiado pelo declínio de 1% nos custos dos produtos vendidos, e de 7% nas despesas gerais e administrativas.

“Nós conhecemos ou excedemos cada um dos nossos objetivos para o ano fiscal de 2017 em um ambiente desafiador macro e competitivo”, disse David Taylor, presidente, presidente e diretor executivo.