A P&G inaugurou o seu Centro de Inovação para América Latina, o primeiro no Brasil. O Centro estava localizado em Caracas, na Venezuela, que com a crise socio-político-econômica do país, foi fechado e sua mão de obra especializada trazida ao país, para atender ao novo Centro, localizado na cidade de Louveira, em São Paulo.

Dedicado à Pesquisa & Desenvolvimento de produtos para toda a região, além de países em ascensão como Rússia, o novo Centro recebeu investimentos de R$ 200 milhões e abriga pesquisas para as unidades de cuidados com bebês, beleza, casa e higiene, femininos e orais com o objetivo de desenvolver produtos, embalagens e processos produtivos cada vez mais sustentáveis.

Se dedicará também a pesquisas com consumidores, que vão desde focus groups a sessões de realidade virtual, passando por estudos sensoriais e biométricos. O espaço também servirá para lançamento de produtos no mercado, suporte a negócios atuais e futuros, desenvolvimento de capacidades e inovação para gestão integral do cliente.

“A inauguração do Centro de Inovação mostra o quanto a P&G continua acreditando em nosso país e o tamanho da importância que os consumidores brasileiros têm para a companhia globalmente. Nossa trajetória é marcada pelo pioneirismo e esse lançamento vai reforçar nossa capacidade de inovação,” afirmou Juliana Azevedo, Presidente da P&G Brasil na inauguração, que contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria, entre outras autoridades e profissionais da empresa.

De acordo com a líder global de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da P&G Kathy Fish, que veio ao Brasil especialmente para a inauguração, o espaço é uma instalação que reforça a importância da tecnologia e inovação para a companhia. “Nesta instalação criaremos inovação para consumidores latino-americanos e de todo o mundo, inspirados pela criatividade, diversidade e expertise do talento latino-americano”, reforça a executiva.

Para isso, a P&G conta com um time de 150 cientistas, de mais de 10 nacionalidades. Eles serão responsáveis por ouvir, vivenciar e entender tudo sobre o consumidor latino-americano para que a P&G continue entregando soluções sob medida, pensadas para as necessidades, hábitos e características de diferentes famílias.

O Brasil é oitavo país a receber um Centro de Inovação da P&G, ao todo são 14 centros no mundo. Sua escolha foi feita pela P&G Global após análise de vantagens estratégicas para a companhia, que incluem, dentre outros pontos, ser o 3º maior mercado para as categorias que a P&G atua, talento técnico de alto padrão, potencial de crescimento e infraestrutura adequada.

“Para a tomada de decisão sobre onde construir o centro de inovação fizemos o que sempre fazemos – fomos ouvir nossos consumidores. E os brasileiros são tão diversos e exigentes que podemos replicar aprendizados daqui para os demais países. Para se ter uma ideia, o Brasil tem a maior frequência na escovação de dentes, uso de condicionador e desodorantes. Temos certeza que o Brasil é a escolha certa para impulsionar o nosso crescimento”, reforça Juan Fernando Posada, presidente da P&G para América Latina.

Já a escolha da cidade de Louveira se deu, principalmente, pela forte vantagem competitiva para a P&G. Além da posição geográfica privilegiada, que facilita o transporte e com ligação direta para algumas das mais importantes malhas rodoviárias do Estado. Louveira também abriga uma das quatro fábricas da P&G no Brasil, além de um Centro de Distribuição, reunindo toda a cadeia de desenvolvimento de produtos.

Grande parte do investimento da P&G no Centro de Inovação foi com tecnologia de ponta e maquinário. Existem equipamentos, muitos deles desenvolvidos exclusivamente para a companhia, que simulam condições climáticas, águas de diferentes países e até mini-linhas de produção. Tudo isso para testar a viabilidade de um novo produto e desenvolver protótipos, antes que sejam aprovados e desenvolvidos os processos de produção para esses novos produtos e embalagens.

“Todos nossos esforços são porque a inauguração do Centro de Inovação representa o que de melhor a P&G pode oferecer ao Brasil, em criatividade, geração de emprego, investimentos, diversidade e inclusão, tecnologia de ponta, prosperidade e crescimento”, finaliza Juliana Azevedo.