Tratamentos e coloração continuam em alta
                          e agora, kits de tratamento profissional em casa

O mercado profissional de cuidados com o cabelo é dinâmico e difícil de ser acompanhado.  Pesquisas de mercado dos hábitos de consumo apontam que apenas 31% dos consumidores de produtos para os cabelos são fiéis à marca e a cada dois anos, cerca de 30% do faturamento do setor vêm de lançamentos. Os dados mostram o dinamismo e o esforço de inovação que caracteriza a indústria de cosméticos no Brasil.

No Brasil, a categoria de cabelos cresceu 11% em 2013 (xampus e condicionadores). O avanço em 2013 foi de 3% globalmente, de acordo com dados da consultoria de gestão Kline Group e sua afiliada Factor-Kline, que realizou um estudo global sobre o mercado profissional de cabelos na publicação  Salon Hair Care Global Series, com foco no tamanho e o  crescimento  desse mercado, e ainda principais  mudanças, desafios e oportunidades de negócios desse mercado.

 A categoria de condicionadores permanece pulsante, particularmente no segmento de tratamento. Recentemente, a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos – Abihpec, observou um aumento no cabelo produtos, com foco em tratamento. Produtos para cabelos danificados representaram 23% do mercado em 2009 e em 2013 representaram 37%.
 
Os óleos para os cabelos, lançados pelas principais empresas atuantes no mercado, ganharam popularidade e crescimento significativo em 2012 e 2013. Em 2013 os óleos de tratamento chegaram a quase 10% de market share na categoria tratamento, crescendo a um ritmo de 40%. Assim, grande parte das empresas que atuam no segmento está investindo no lançamento de novos produtos de cuidados (xampus e condicionadores) para que os clientes de salões de beleza possam continuar seus tratamentos do cabelo em casa.
As colorações para os cabelos também têm se destacado, impulsionadas principalmente pela manutenção da tendência de produtos sem amônia ou com amônia em  baixa quantidade, iniciada em 2009 com o lançamento do INOA da L’Oréal Professionnel.  

“Em 2013, o segmento se desenvolveu, gerando  novos subsegmentos, como colorações com propriedades condicionantes e livres de ingredientes potencialmente nocivos. O popular segmento de produtos sem amônia ou com baixa quantidade do ingrediente aumentou em 41% na América do Norte. No entanto, o alcance ainda é relativamente baixo, especialmente quando comparado à Europa Ocidental, que representa a maior parte das vendas destes segmentos”, diz a Gerente de Projetos da Kline & Factor Elaine Gerchon.

O Brasil também sentiu o aumento na demanda por produtos de coloração para cabelos mais suaves (amônia livre) com ingredientes menos prejudiciais, no entanto, esse crescimento ainda é pequeno. De acordo com a Factor-Kline ele representa  aproximadamente 2,5% das vendas em relação as colorações  permanentes e crescendo a uma taxa inferior a 10%. 

A consultoria apontou ainda tendência no mercado de tratamento e produtos de cuidados para o couro cabeludo, que se destacam. De acordo com Gerchon, em muitos mercados asiáticos, como o da Indonésia, os tratamentos para couro cabeludo são considerados um serviço de beleza comum oferecido pelos salões de beleza. “Nos Estados Unidos, as vendas de produtos de cuidado para o couro cabeludo comercializados em salões de beleza independentes aumentaram em 9% no primeiro trimestre de 2014, de acordo com os dados do Banco de dados Kline PRO, que inclui dados transacionais de um painel nacional de salões de beleza a cada trimestre, “ avalia.

Conceitos online mais recentes também são apontados pelo estudo, que cita algumas empresas online que fornecem produtos específicos de tratamento: a  Madison Reed vende kits caseiros de coloração para o cabelo de alta qualidade diretamente para os consumidores em seu website; a eSalon oferece uma consulta online detalhada para produtos de coloração e inclusive entrega da cor de mistura customizada, com instruções personalizadas. A divisão Beauty Systems Group da Sally Beauty Holdings legitimou o canal com o lançamento da Loxa Beauty, uma nova plataforma online que considera todas as partes interessadas. Especializada na venda de produtos de salão de beleza para consumidores, a nova plataforma apoia os profissionais do ramo através de uma comissão de vendas online.

Este movimento está atingindo o Brasil que começa a ter sites voltados para profissionais do setor de beleza, como o portal Beauty Up.