A Givaudan Active Beauty anunciou hoje no SCS Formulate em Coventry (Reino Unido) o desenvolvimento de Silkgel, única seda biomimética vegana e sustentável, criada pela biotecnologia branca, com benefícios surpreendentes para cabelos e também para a pele.

Produzida pela biotecnologia, a seda biomimética foi criada para ser uma seda natural para cuidados com a pele e cabelos. Produzida por fermentação com amido de plantas como fonte natural de energia, Silkgel possui muitos benefícios para os cabelos. De alto desempenho, repara, protege os cabelos da poluição e garante uma cor perfeita e duradoura devido às suas propriedades de formação de filme. Como produto multifuncional, também nutre os cabelos e melhora a suavidade.

O impacto das escolhas dos consumidores no planeta está fazendo com que estes optem por se tornar veganos ou por estilos de vida vegetais, o que se estende à beleza.
Kristin Schacht, gerente de desenvolvimento de produtos Biopolímeros, disse: Os polímeros biodegradáveis construíram uma camada ao redor da fibra capilar que os protege de danos estruturais induzidos termicamente ou quimicamente. Além disso, é comprovado que a seda vegana repara as fibras capilares danificadas, regenerando sua estrutura.”

De acordo com dados da Mintel, os lançamentos de produtos de beleza veganos mais do que dobraram globalmente nos últimos cinco anos, com 25% das mulheres britânicas entre 16 e 24 anos de idade buscando produtos de cuidado de cabelo naturais ou orgânicos feitos com ingredientes veganos. Essas estatísticas devem melhorar se levarmos em conta que a porcentagem de veganos aumentou 360%, nos últimos 10 anos no Reino Unido.

Silkgel atende a essa demanda dos consumidores por mais opções de beleza vegana, eliminando o silicone, um ingrediente definido como “desagradável” por 53% das pessoas, em pesquisas realizadas pela própria Givaudan.