A Impala teve a paralisação da produção e distribuição de suas linhas de esmaltes Xuxa e Angélica em virtude de determinação decretada pela Anvisa – Agência de Vigilância Sanitária – publicada no Diário Oficial da União do dia 13 de janeiro de 2006. A causa alegada foi a de que os esmaltes da empresa causaram alergia a uma de suas consumidoras. Cleber Contente, químico da empresa esclarece nesta entrevista os cuidados na fabricação dos esmaltes e fala do próximo lançamento da empresa.

1 – Alguma vez a Impala teve problemas com a composição de seus esmaltes?

Os nossos esmaltes são fabricados e comercializados há 36 anos no Brasil, onde, até o presente momento, não havíamos tido nenhum tipo de problema com estes produtos.

2- Foi incorporado algum tipo de aditivo ou matéria-prima a estes esmaltes que pudesse ter causado estes problemas?

O esmalte é uma composição química destinada exclusivamente para colorir as unhas. Em nossas formulações são utilizadas matérias primas comuns utilizadas por todos os fabricantes de esmaltes nacionais.

3 – O controle de qualidade não detectou algum problema? Houve algum procedimento de fabricação diferente que pudesse ter causado a reclamação da consumidora?

Na fabricação dos nossos esmaltes tomamos todos os cuidados no Controle de Qualidade, desde a entrada das matérias primas, onde realizamos análises tais como pH, viscosidade, índice de acidez, cor, odor, aspecto, teor alcoólico, densidade, etc, até o produto final. Controlamos todas as características físico-químicas em todas as etapas de fabricação dos nossos produtos.
Para estes controles nós possuímos Especificações Técnicas, tanto de matérias primas quanto dos produtos acabados, assim como as respectivas Metodologias de Análises. Também temos os Procedimentos Operacionais de todas as nossas operações.
As análises realizadas em nossos esmaltes são de Viscosidade, Tixotropia, Cor, Brilho, Aderência e Secagem.

4 – São feitos testes alergênicos? Com que empresa?

Para o esmalte Xuxa by Impala Top Prata, objeto de reclamação da consumidora, que gerou todo este processo, nós temos um Laudo de Irritabilidade Dérmica Primária, realizada pela empresa Allergisa ( aprovada pela Anvisa ), onde o esmalte foi utilizado por 60 voluntários, durante um período pré-determinado, e não houve nenhuma reação alérgica.

5 – Então como se explica esta reação alérgica ao esmalte?

Esta cor de esmalte já estava em nossa linha há 4 anos, e, antes desta consumidora, nunca havia ocorrido nenhuma reclamação sequer.
A alergia é um processo individual de cada organismo. Algumas pessoas têm alergia a camarão, outras a perfume, e outras a esmaltes de unhas. Na formulação dos nossos esmaltes hipoalergênicos não estão presentes os dois principais componentes causadores de alergia em esmaltes: Formaldeído e Toluol.

6 – E esta é linha uma linha hipoalergênica?

Nosso esmalte foi denominado pelo próprio Ministério da Saúde (Anvisa) como hipoalergênico, ou seja, as chances de um consumidor apresentar qualquer reação alérgica após seu uso são sensivelmente diminuídas.

7 – Então em que se baseou a proibição da fabricação dos esmaltes?

A medida proibitiva da Anvisa de produção dos nossos esmaltes é baseada em uma vistoria realizada pelas vigilâncias sanitária, municipal, estadual e federal, onde estão nos indicando melhorias em nosso já existente sistema de qualidade, o que, baseado no princípio de que a qualidade é uma corrida sem linha de chegada, é um procedimento normal à evolução e melhora deste sistema.

8 – Que procedimentos a Impala está tomando para voltar a produzir os esmaltes?

Estamos nos adequando a todas as exigências solicitadas pela Vigilância Sanitária para que haja a liberação de nossa produção o mais breve possível. Aproveito a ocasião para citar o apoio que a empresa recebeu de  clientes, consumidores, fornecedores e funcionários enaltecendo a seriedade do nosso trabalho e a fidelidade que criamos no mercado ao longo desses 36 anos.

9 – A Impala deveria lançar uma linha de esmaltes durante a semana de moda – São Paulo Fashion Week. E agora? O lançamento foi cancelado?

Não. Apenas adiado. Iríamos lançar sexta-feira, dia 20, a linha Impala Neon, durante os desfiles da grife Neon, um projeto que teve a participação dos estilistas Dudu Bertholini e Rita Comparato.

10 – Como e por que designers de moda atuam na criação de uma linha de esmaltes?

Essa questão pode ser melhor respondida pelo  marketing da empresa. Mas até onde sei, a empresa buscou a criação de uma linha sofisticada quando recorreu aos estilistas. A Impala queria o olhar e o gosto de quem está atento à velocidade das mudanças da moda, modismos e  tendências. Foram eles que escolheram as 12 cores – todas novas, entre rosa bebê, alaranjado, vermelho e marrom. O restante foi por nossa conta mesmo.