1 – A Ceda trabalha com quais marcas brasileiras no mercado europeu? E porque só marcas brasileiras?

Trabalhamos apenas com marcas brasileiras no mercado Europeu por opção, especialmente na França, que adora as coisas do Brasil. No momento estamos trabalhando com três marcas: M Cassab, que é a Nunaat, Aroma do Campo (Vita Hair) e Saloon Line, uma marca profissional.


2 – Como vocês trabalham estas marcas?

Trabalhamos marcas já conhecidas. Desenvolvemos todos os processos. Desde importação exportação, até a certificação, a tradução dos rótulos, embalagens, propaganda e depois a execução de toda a comunicação. 


3 – A certificação de nossos produtos na França é muito rigorosa. Porque isso acontece e o que acontece quando uma matéria prima é proibida?

Na França a certificação é complicada e muito importante, porque o país se preocupa muito com saúde. Assim, nós da Ceda trabalhamos com um grande laboratório europeu que verifica e controla as substâncias produzidas no Brasil e que são interditadas na Europa. Cada vez que uma substância brasileira é interditada, ela deve ser substituída pelo próprio produtor, senão o produto não entra no mercado.


4 – Quando uma empresa já tem autorização para entrar num dos mercados europeus, por exemplo, o mercado Português, como essa questão é tratada?
 
Uma vez que o produto é registrado em um dos países a autorização é valida por toda a Europa. Há um registro com muitas folhas com cada produto, cada cor, fórmula e processo de fabricação especificados. Uma vez aprovado este dossiê, o produto pode ser comercializado em qualquer país. Um xampu, por exemplo, requer testes cutâneos, alérgicos, de cor. Todas as empresas, Brasileiras ou não, devem passar por esses procedimentos.

 

5 – Qual a função de cada um de vocês e como a Ceda vem atuando?

Gilbert – Eu cuido da parte de comércio, da negociação e também da venda propriamente dita nos estabelecimentos, com a organização e exibição dos produtos, assim como das promoções locais.

Marie Angèle – Eu cuido da parte de comunicação e do marketing, do desenvolvimento de cada marca brasileira e também da adaptação de cada produto em relação a embalagem e da estratégia de comunicação.

Ceda é uma sociedade jovem lançada em 2004, quando faturamos €87mil.  Em 2005 fizemos um trabalho impressionante e obtivemos um faturamento de €200.000. Nossa estratégia a princípio foi a de trabalhar com um certo número de lojas bem definido porque a Saúde não permitiria uma distribuição a nível nacional.


6 – Para quantas lojas vocês distribuem?

Hoje trabalhamos com uma centena de lojas. Com elas faturamos em 2006 €436 mil. Ainda estamos num período de testes, mas a partir de 2007 vamos entrar verdadeiramente na distribuição nacional. Uma vez que os produtos passem por esse período de testes eles poderão estar em todas as lojas.

 

7 – Quais são as redes com as quais vocês trabalham?

Há o Carrefour, que é a maior, depois a Ochono, Corá e tem o Clair hoje.



8 – É estratégia trabalhar com marcas pequenas para médias? Com redes de lojas que comportem marcas com estas características?

Hoje preferimos as marcas médias, com qualidade e preços competitivos. É a preferência na França.



9 – Quando o seu trabalho começa com uma nova marca antes de introduzí-la no mercado Francês?

De seis meses a um ano para a preparação do produto. Há vários itens a serem trabalhados: a certificação, a tradução, as informações nas embalagens, o preço competitivo a qualidade, a imagem do produto, entre outras coisas.



10 – E como vocês trabalham com o fabricante?

Compramos os produtos do fabricante e os vendemos na Europa. Ganhamos com a diferença de preços dos mercados. Será a estratégia de comunicação que permitirá trazer a imagem do produtor e dos produtos para o mercado. Por isso trabalhamos em colaboração do fabricante, que nos dá estas informações para que possamos trabalhar bem a imagem dos produtos nas gôndolas. Em alguns supermercados temos não mais que dois dias para expor cada marca e promover ações promocionais. Por isso as informações sobre a marca e os produtos são muito importantes e devem ser bem trabalhadas previamente.