O cosméticos br conversou com jornalistas e empresários do mercado internacional para saber se eles vêem o mercado brasileiro de cosméticos como um mercado que tem a oferecer. Vejamos o que alguns deles pensam.

                                   

1) Em sua opinião o que o Mercado brasileiro de cosméticos representa para os negócios internacionais do setor, agora e num futuro próximo?

Potencialmente é principalmente na área de novos ingredientes, especialmente aqueles que provém da floresta amazônica. Muitas marcas de higiene do Brasil não são sofisticadas o bastante para os mercados internacionais que requerem produtos com benefícios oferecidos por  valor agregado e apoio científico. Imogen Matthews, jornalista  do setor cosmético, cobre o mercado de fragrâncias, higiene pessoal  e cosméticos.  É correspondente da revista francesa Cosmetique News e do ICN – jornal líder de comércio e negócios.
18 Quarry High Street -Headington, Oxford OX3 8JT


2) Por sua posição de líder na América Latina (em termos de indústria cosmética), você acha que este é um mercado maduro para ser considerado para investimentos (produtos acabados, perfumaria ou por fornecedores)?

Eu acho que o mercado brasileiro oferece oportunidades para investimento no mercado de exportação, porque ele não é conhecido internacionalmente. A indústria adora o “novo”. Marcas bem produzidas e apoiadas poderiam oferecer oportunidades internacionalmente. Andrea Ferrari, Diretora Executiva da Sandron Publishing, editores da revista líder do comércio e do varejo de beleza Esprit Magazine, na Inglaterra e Austrália.

Maduro ou novo, depende, se você melhora dia a dia você está novo. Ou é velha qualquer uma das multinacionais que tenha estado no Mercado há muito tempo? Carles Pérez, Managing Director Sensalia S.L. – Spain

3) Em sua opinião o que o Mercado brasileiro de cosméticos representa para os negócios internacionais do setor, agora e num futuro próximo?

Exportação é uma mistura de itens diferentes não basta apenas ter um produto excelente. Em geral, as empresas brasileiras têm de ter em mente que elas tem que melhorar em pontos como retorno de comunicação. Carles Pérez, Sensalia – Spain


Os mercados internacionais estão interessados nos ingredientes naturais, com histórico de ingredientes raros da floresta amazônica. Imogen Matthews Cosmetique News e ICN.


4) Empresas brasileiras e seus produtos são bem vindas em eventos internacionais para o setor? Porque?

Eu acho que o mercado está aberto a novas propostas e marcas, mas internacionalmente – na Europa e Oceania, os produtos/marcas brasileiros são desconhecidos. Existe uma oportunidade para promover as marcas já fazendo sucesso no Brasil e para novas marcas a serem desenvolvidas usando ingredientes exóticos e tecnologia. Não é uma questão do país de onde esses produtos provenham.  Trata-se muito mais de inovação, efetividade, qualidade na apresentação – profissionalmente agrega produtos que oferecem efetividade ou alternativas excitantes para produtos já disponíveis. Andrea Ferrari – Esprit Magazine

Estou certo de que eles são bem vindos. Minha empresa está fazendo o melhor com três das melhores empresas daí! Para importar, impulsionar e colocá-los no Mercado espanhol. Carles Pérez, Sensalia – Spain


5) O setor cosmético brasileiro e algumas de suas empresas merecem ser estudados atentamente?

É sempre interessante ouvir como as empresas estão se desenvolvendo – suas políticas de produção e correção, visão e planos de desenvolvimento. Andrea Ferrari – Esprit Magazine

Natura e O Boticário são, é claro as maiores empresas, mas também as que têm maior potencial para expansão internacional – Imogen Matthews – Cosmetique News e ICN