A Kantar, agência de Pesquisa de Mercado, Insights e Consultoria da empresa britânica WPP, desenvolveu uma enquete entre 1500 pessoas no Estado de São Paulo, fornecendo uma sequência de frases sobre o comportamento das pessoas em relação aos cuidados com a beleza. Os respondentes assinalaram e/ou concordaram se eram indiferentes ou se discordavam com as afirmações..

A enquete, desenvolvida no terceiro trimestre (3T) de 2019 revelou que entre as pessoas que responderam, a aparência é importante para 81% das mulheres. Entre os homens, a aparência é importante para 75.6%, ou seja, um crescimento em 2019 de 2,2%, em relação ao 3T de 2018.

Quando o assunto é parece mais jovem,  58,9% das pessoas concordaram com a afirmação “Faço o que posso para parecer jovem” , sendo 62,4% entre as mulheres 55,3% entre os homens, um pequeno aumento de 0,8% em 2019 , em relação ao mesmo período em 2018.

Em relação aos gastos, 47,8% “Gosta de gastar muito com produtos de beleza”. Desse total, 59,8% das mulheres e 35,5% dos homens, um aumento de +0,3% em 2019 versus 2018

Mais de 60% dos brasileiros não procuram médicos dermatologistas. Das pessoas que procuram tratamentos profissionais, a maioria busca dermatologistas especializados na saúde do rosto,  entre elas, 64,1% não veem médico/dermatologista e 23,9% Buscam médicos dermatologistas para o rosto. (3T de 2019)

Entre os brasileiros que fizeram tratamentos estéticos  – de maneira geral – nos últimos 6 meses, 19,5% fizeram tratamentos faciais, 23,0% pedicure, e 25,4% manicure.

Uma novidade é que cresce o uso semanal de cremes de rosto relacionados ao antienvelhecimento. Dos que usam creme de rosto, 53,1% usam específicos de antirrugas e antienvelhecimento, um aumento de 6,2% no 3T de 2019 em relação a 2018. (3T de 2019)

O Protetor Solar teve queda de 0,6% em 2019, em relação ao ano anterior, com 47,4% no 3T de 2019. Já os firmadores para a pele tiveram um aumento de 2,1%, no 3T de 2019 em relação à 2018, com 35,6% de respondentes que afirmaram usarem o produto.