Dados apurados pela Kantar Worldpanel, que monitora semanalmente 11.300 lares em todo o país, demonstraram que vários itens básicos deixaram de ser comprados no período analisado, como produtos de Higiene Pessoal. As causas, segundo a empresa especialista global em comportamento de consumo, foram a aura de indefinição que rondou o país por causa das eleições e das incertezas da economia retraiu o consumo dos brasileiros no primeiro semestre de 2018 em comparação com os seis primeiros meses do ano passado.

Dos quase 440.000 domicílios deixaram de comprar papel higiênico no período estudado – queda de 0,8% de penetração. O creme dental, que registrou declínio de 1,1% também em penetração, deixou de entrar em mais de 600.000 lares. O xampu teve menos 1,8% de penetração, com a perda de mais de 908 000 lares. E o sabonete, um ítem básico perdeu 0,9% de penetração em 493.550 lares do país.

A Kantar ressalta entretanto, que os produtos podem ter sido estocados ou adquiridos menos de uma vez a cada seis meses, indicando uma redução na frequência de compra.