O aumento é de 1,65% para 2,1% a alíquota do PIS-Pasep (Programa de Integração Social) para a entrada de bens importados no Brasil. Para o Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), a alíquota passou de 7,6% para 9,65%. A medida aguarda agora sanção presidencial.

A expectativa do governo é que com a MP a arrecadação anual da categoria aumente em R$ 1,19 bilhão a partir de 2016. Só neste ano, o impacto será de R$ 694 milhões.

De acordo com o Senado, a iniciativa também pretende proteger a indústria nacional, já impactada pelo ajuste fiscal. Desde 1º de maio, passou a vigorar um novo modelo de tributação para bebidas frias, como cerveja, refrigerante, energético, entre outras. A nova tributação vai aumentar a carga do setor, em média, 10% até o final deste ano.

O aumento dos impostos deve impactar, de maneira geral o preço final do produto, ou seja o preço para o consumidor.