A Unilever, que no Brasil detém marcas como Dove, Rexona e Lux, testa o uso de etiquetas inteligentes na linha de produção da fábrica de Indaiatuba, em São Paulo. A idéia é substituir os códigos de barra pelo código eletrônico de produtos (EPC, na sigla em inglês), utilizando tecnologia de identificação por rádio-freqüência.

 

De acordo com a empresa, a nova tecnologia além de melhorar o atendimento ao cliente garante ganhos na produtividade e na distribuição de produtos.

 

O projeto foi implantado em parceria com a Seal, empresa que atua no mercado de coletores e leitores de código de barras. Está sendo testado na distribuição dos produtos da divisão de higiene e beleza nos centros de distribuição de Indaiatuba e Louveira. A meta é etiquetar 1,5 mil paletes e instalar leitores de rádio-freqüência de 915 Mhz em seis empilhadeiras.

 

O código eletrônico permitirá à empresa rastrear a mercadoria da fábrica até o ponto de venda, controlar o estoque de produtos nas gôndolas dos supermercados e identificar demandas de abastecimento. Validada e tecnologia, o EPC será implantado nas 14 fábricas da Unilever no Brasil.